Sexta-feira, 22 de Setembro de 2006

A year ago

Outra perda...


    É certo que todos os dias morrem pessoas e nós continuamos contentes e sorridentes, mas quando morre alguém que nós conhecíamos , que gostava de nós e que pura e simplesmente nós ignorávamos até que quando ela se vai vimos que foi uma grande perda, é outra coisa...


   

    ...


    Muitas vezes ela perguntou...
    - Ana queres que te ensine a fazer croquetes???
    - Não, agora não. Respondia eu.

    Muitas vezes ela perguntou à minha mãe:  
    - Paula, quer que lhe ensine a fazer bolos?
    - Não, agora não. Respondia ela.

    Agora, lixo-me. Ninguém sabia fazer aqueles croquetes que eu adorava, não havia iguais... Sim, aqueles croquetes eram únicos, tinham um sabor inconfundível...
    Agora, a minha mãe lixa-se. Porque ninguém sabia fazer alguns dos bolos que ela iria ensinar à minha mãe. Porque ela era uma das melhores pasteleiras da Marinha.



    Porque agora, todos aqueles segredos estão enterrados, juntamente com ela. Presos num caixão.
    Porque agora o "agora não" é agora nunca mais.




    Quando estamos com as pessoas nem sempre lhe damos muito valor e depois quando elas se vão embora é que nos apercebemos que gostávamos delas, que elas eram importantes para nós...





...




    Um dia quando a minha avó me foi buscar à escola, estava estranha, eu estranhei, porque deveria ter sido a minha mãe.
    Eu perguntei:
    - A mãe?
    -Não pode vir.
    - A D. Emília morreu?
    -Sim.


    Assim...

    Passado uns minutos eu percebi a situação... Ela estava morta. Depois de ter estado no hospital e eu só ter ido lá uma vez, depois de ter ido para um lar e eu NUNCA lá ter ido... nunca mais a ia ver, nunca mais ia falar com ela.

    Foi duro durante o funeral todas as pessoas me dizerem que ela me adorava e eu... eu só senti que a tinha desprezado... que nunca lhe tinha dado o devido valor.


    Depois chorei, deitei lágrimas dos olhos, voltei a chorar, a deitar lágrimas dos olhos, e outra vez a mesma coisa, e outra vez, e outra...


    Mas no fundo penso, para quê??? Para sentir que EU  é que a ignorei? Para sentir que EU é que errei?? Para quê??


I feel: mal

Sábado, 9 de Setembro de 2006

Porque nada é fácil, é preciso saber lutar

    Por vezes temos aquela sensação de que estamos a sufocar, outras vezes temos a sensação de que tudo nos corre bem de mais e por vezes temos a sensação que as duas se misturam e se tornam numa só.
    É nesses momentos que tudo nos corre mal, ou pelo menos assim parece...


    Quando só queremos uma voz amiga, um beijo carinhoso, ou apenas um "Olá, tudo bem?" parece que eles nunca aparecem... E se calhar não aparecem mesmo...

    Porque não é fácil ver algo que demorou tanto tempo a construir a vir abaixo em minutos, meros minutos... minutos, esses, duros e violentos em que parece que estamos a ser atacadas...
     Porque não é fácil ver a nossa família a desvalorizar-nos sempre que estamos juntos...
    Porque não é fácil perdermos a pessoa que mais gostamos, como não é fácil ver alguém que pensávamos que nos era indiferente, mas que no fundo, e não é preciso ser bem lá no fundo, sabíamos que gostávamos dela, a ir-se embora para sempre...
    Porque não é fácil deixar-mos aqueles que sempre estiveram connosco, que viveram os melhores momentos da nossa vida connosco, que nunca nos deixaram...
    Porque não é fácil ultrapassar as nossa dependências nem os nossos males...



    Só porque nada é fácil, é preciso lutar, é preciso saber lutar, é preciso enfrentar os problemas de cabeça erguida e nunca os deixar crescer...
    (Obrigado amigos por me terem ensinado tanto, por terem partilhado os vossos problemas comigo e me terem ajudado a crescer com eles. Obrigado... Nunca vos vou esquecer, espero que nunca me esqueçam... Espero que saibam que eu estou sempre aqui... Adoro-vos. :)   É de referir que este post foi escrito baseado em casos verídicos, em casos em que pessoas minhas conhecidas fizeram parte deles... Desde já quero agradecer a essas pessoas:  Joana Nunes, Filipa, Ana Paula, Ana Rita Ferreira Euzinha !!), Ocsana , Beatriza . Foi em estas pessoas que eu me baseei em grande parte para escrever este post ...)
Music: Linkin Park - Pushing Me Away (instrumental)

●More about me


See me

To be my friend

. 8 seguidores

●Trying 2 find

 

●Dezembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26
27

28
30
31


●Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

●Not to long ago i wrote...

Far Away

Take 1 - finished

All i know is that it las...

Nós e o resto.

Capta o momento

Someone to ...

Only this.

The first of the year.

One call away

Nothing 2 say

●Old stuff

Dezembro 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

●tags

todas as tags

●Favourites

16 years ago the possible...

...

Reflexão ou sentimento de...

SAPO Blogs

●subscrever feeds